quinta-feira, 4 de junho de 2009

Brother & sister

A educadora do M. diz que notou uma grande diferença no M. depois da operação. Perguntou se nós não notámos. Diz que fala com ele como fala com os outros meninos, e o M. percebe o que ela quer e faz. Diz que já não precisa de puxar pela voz, deixou de ter de gritar. Quando o M. fugia para o parque, ela tinha de chamá-lo várias vezes e muito alto até que ele ouvisse, agora chama-o como chama os outros e ele ouve. Diz 'vamos fazer um desenho!' e o M. vai. Pede brinquedos apontando para o que quer (quando estão nas prateleiras), brinca muito às comidas e até lhes vai mostrar o prato e os talheres, gosta de se enfeitar com fitas no cabelo (em casa também o faz, influências da mana), e veste e despe as bonecas.


Pedi à educadora para espreitar o M. quando ele estava na sala, sem que ele me visse. Queria ver o seu comportamento. A educadora disse à auxiliar para se sentarem todos juntos e para dar um brinquedo ao M. Deu-lhe uns copos empilháveis. O M. começou a brincar, todos os meninos puseram-se à volta dele a observar, um deles tirou um copo ao M. e o M. tirou-o de volta. Depois dispersaram. Um menino foi ter com o M. para lhe tirar o copo que tinha na mão e o M. ficou na dele, mas quando a auxiliar disse 'vai tirar o copo ao A.!', o M. foi ter com o A. e tirou-lho. A educadora acha que o M. está a par dos outros a nível cognitivo e social. Só não fala.


Em casa, o M. tem estado muito mais atento à televisão, principalmente aos bonecos, à menina russa e aos... políticos e afins. :S Imita os políticos a falarem (na linguagem dele) e faz os mesmos gestos (acena com o dedo indicador e cerra os pulsos) para dar ênfase ao que está a dizer. lol Nunca tive muita necessidade de ralhar com o M., mas como ele está a crescer e até pode não ouvir bem mas tem de conhecer os limites, por vezes zango-me com ele. Ele fica sentido, enerva-se e cerra os pulsos e os dentes um bocadinho, para libertar a 'raiva'. Mas passa-lhe depressa, porque não consegue ficar sério muito tempo. Quando se deita no chão a fazer birra (coisa rara também), dura uns cinco segundos porque olha para nós, desata a rir, levanta-se e arranja algo com que se ocupar.


Ontem, quando saímos do colégio, a mana começa a fazer uma dança muito esquisita, tipo selvagem (ela é assim lol) e a emitir uma espécie de sons à homem das cavernas. O M. começa a dançar como ela e... emite exactamente os mesmos sons! À noite, pareceu-me que o M., quando estava a adormecer, estava a ouvir o som da etiqueta da fralda de pano. Ele mexeu na etiqueta sem querer e, como estava tudo silencioso, aquele som baixo era fácil de identificar - pareceu mesmo que ele ficou atento ao som. Também parece que tem prestado atenção ao barulho do papel quando está a ver os catálogos e as revistas. E pega na embalagem (metálica) da água do mar, tira-lhe a parte de cima de plástico e começa a bater uma na outra. O som até é um pouco seco e 'leve', mas ele gosta de fazer isso e ri-se de satisfação. Ainda ontem à noite, ele pôs os copos de plástico dele e da mana em cima da mesa, mas eles tombaram, rolaram e caíram ao chão. Fizeram barulho, claro, e o M. assustou-se. Já repetiu o 'anda!', dirigido à irmã e acompanhado pelo respectivo gesto, quando ele estava entre mim e ela, e ela não obedecia ao meu 'anda!'. E a auxiliar da sala do M. diz que o chamou para mudar a fralda e que ele disse uma palavra que lhe pareceu ser o nome dele. São tudo bons indícios, claro, mas o meu marido diz que eu sou como o otorrino... céptica. Admito que sim, mas não quero (des)iludir-me.

O certo é que ele está muito mais presente, mais cá, mais atento, mais comunicativo. Tenta falar na linguagem dele, utilizando entoações diversas e gestos. Até vai dar estaladas à irmã, coitada (ela não se importa muito, ele não a magoa, mas não pode ser), quando ralho com ela.


A mais velha está grande, muito grande, e com a mania de que sabe falar inglês (e até sabe). Agora anda a dizer os nomes das divisões da casa e dos membros da família em inglês (o mano é baby e brother). Ontem à noite perguntou-me se podia ir para a living-room. Confesso que tive de pensar um pouco antes de responder, pois não estava à espera de uma frase poliglota. ;) Tem seis namorados (devem ser os rapazes todos da sala e eles confirmam) e diz que ainda vai ter mais porque tem de ter muitos, tem de ser a que tem mais, basicamente tem de ganhar. Ela tem de ser sempre a maior e a mais forte, mesmo que isso implique atitudes socialmente menos correctas como ter um número infinito de namorados. Estou tramada. :P

7 comentários:

csr disse...

Um beijo enorme para ti, para ele e para ela.
estou feliz por vós!

rita disse...

Oh pá que boas notícias!!!
Daqui a pouco, acontece com o M. o mesmo que acontece com tantas crianças da idade dele: dá um "salto" e de um dia para o outro começa a dizer tudo e mais alguma coisa.
Há uns dias falei com uma rapariga q trabalha num infantário (a própósito da leonor dizer muitas coisas inclusivamente asneiras:) e disse-me que é perfeitamente normal miudos não dizerem grande coisa até aos 2 anos, 2 anos e meio e de repente dão um "salto" e de um momento p o outro desenvolvem surpreendentemente a linguagem.
Quanto à M....pois, parece-me que tens aí uma estrela :) Com aquela carinha, estavas à espera de quê? :)
Bjs

Sun Melody disse...

olá!!

Que bom saber que tudo correu bem e os progressos são tantos! Fixo feliz por as coisas se terem estabilizado, por o M estar a ouvir/escutar tão bem :)

Aliviada estou, feliz por estar bem e a reagir a cada som. No fundo suspeitei dos líquidos.

Beijo
Sun Melody

Cristina disse...

Boas notícias...

Cristina

Carla Isabel disse...

Tudo se está a encaminhar!

Já te disse que vais ter um miudo falador e depois do que li...o puto vai ser politico!Vais ver!

Um beijinho grande, com muita calma!!!

CLS disse...

Que bom, são bons indícios, sinal de que a operação foi o melhor a fazer. Vais ver que ele vais recuperar a 100 % e que, daqui a nada, já vens aqui queixar-te que ele está uma gralha e que já não o podes ouvir! :)
Um beijinho.

Costinhas disse...

Que notícias fantásticas!

Espero que ele continue a evoluir positivamente a esse ritmo!

Quanto à mana... ai o trabalhinho que aí vem daqui a uns anos :p

beijos