sábado, 3 de setembro de 2011

Kidsland

ou como emular um parque de diversões longínquo.

Hoje a 'tara' da Disneyland Paris esteve ao rubro. Começou logo de manhã. Como hoje é sábado e ficámos todos em casa, deve ter achado que era a oportunidade perfeita para levar a sua avante e dar um saltinho até ao parque de... Paris! Não aceitou o 'vamos noutro dia', nem sequer o 'vamos amanhã', já em desespero de causa. Não.. Para ele tinha de ser 'logo', 'depois', 'hoje'!

Esteve, uma vez mais, agarrado à revista sobre esse parque de diversões. Folheou-a, namorou-a, perguntou o que eram algumas coisas, disse que ele e a mana iam ver os piratas, mas que ele não ia ver as princesas, só a mana.

E chateou, chateou, chateou com o 'vamos à Disneyland, sim?'. E não descansava enquanto não lhe dizíamos 'sim'. Arre. ;)

Expliquei-lhe que é preciso muito dinheiro, 'moedas', para ir, pelo que [era óbvio] foi logo buscar a moeda de dois euros que havia guardado, mas não a encontrou. A irmã correu em seu socorro, foi buscar o porta-moedas dela e deu-lhe uma moeda de cinquenta cêntimos. Ele ainda discutiu porque queria a nota de cinco euros, mas acatou ficar com a moeda e [achou que] tinha o problema da falta de dinheiro resolvido...

Depois do almoço foi o pico da coisa. Arranjou um saco de plástico e pôs lá dentro um pão embrulhado em papel de cozinha e iogurtes líquidos (supostamente para lanchar no parque... francês).

Lá lhe disse que é muito longe, mas ele insistiu que íamos. Chegou a dizer que a Bracalândia também é longe (ou seja, se fomos a um parque que é longe também podemos ir a outro).

Metemo-nos no carro e fomos a um parque perto de casa, mas ao qual nunca tínhamos ido. De nada serviu. 'Não é aqui, não é aqui', 'é para bebés'... Abandonou o parque, deixou-nos lá e foi para a beira do carro.

Foi aí que tive uma ideia luminosa. Ir a um parque noutra cidade, para o convencer com a distância que seria 'longe'. Só que ele dizia que não era por ali, não era por ali (mas por onde é que achava que se deveria ir? ;)). Depois, lá assumiu que não íamos à Disneyland e perguntou como é que se chamava o parque a que íamos. Mais uma ideia luminosa: 'Kidsland'. Sim, íamos ao parque de diversões 'Kidsland'!

E foi assim que chegados a outra cidade, a um parque infantil normalíssimo com jardim e árvores à volta, estávamos na 'Kidsland'. Ainda dentro do carro, espreitou, observou (nós a torcer para que ele ficasse convencido), disse-lhe que era ali o parque 'Kidsland' e dei uns gritinhos de contentamento. Olhou-me sério e... explodiu de alegria.

Estávamos safos.

Chegados a casa, diz: 'outro dia vamos à Disneyland!'. Ai...

3 comentários:

Maggie disse...

imagino...
Nós fomos á Disney de paris em Junho e foi fantástico, é normal que os miudos gostem e queiram ir, as minhas filhas adoraram, revivemos os dias lá passados com as inumeras fotos que tirámos.
Mtas felicidades
Maggie

Tita disse...

hahahah pensavas que o enganavas na boa! Tá bem tá!

Duda guarda lembranças de lá maravilhosas.
Vejam promoções, na Páscoa costumam haver umas até em conta.
Beijinhos

Mamã Etc e Tal disse...

Bem, vou ter de vos pedir umas dicas. Gostava mesmo de fazer a viagem, por eles. Haja €€ e tempo. ;)