quarta-feira, 29 de julho de 2009

Muitos, muitos anos depois...

Quem é que consegue encarar um subsídio de 200 euros que só pode ser movimentado pela 'criança' aos 18 anos como um incentivo à natalidade?

Algumas considerações:
- Que os pais possam fazer depósitos ao longo dos anos tendo as mesmas deduções fiscais das contas poupança reforma ainda deve ser o melhor da proposta. Mas, ainda assim, é preciso que os pais tenham capacidade financeira para o fazer. Afinal dá-se 200 euros, supostamente para ajudar, e depois espera-se que os pais ainda tirem da cartola mais uns euros?

- Será que se esqueceram que colocar mais um zero? Se calhar é um lapso. É que em Espanha são 2500. :S

- 200 euros, mesmo com juros e com alguns trocos poupados ao longo do tempo serão significativos para ajudar ao início de um empreendimento próprio ou para financiar os estudos superiores (como ouvi na rádio)?

- Como incentivo à poupança, ainda vá, agora, e repito a questão, como incentivo à natalidade? 18 anos e nove meses depois?

7 comentários:

rita disse...

Isto é mesmo a gozar, só pode... e 200 euros daqui a 18 anos dá para quê? Um menu Big Mac, no máximo:)
Bjs

Carla Isabel disse...

LOL...temos que rir...!

Bjs

Maria disse...

LOOL. Daqui a 18 anos 200 euros não servem para nada.
Ainda gozam..!
beijinho.

Miragem disse...

Ridiculo...

Beijos nossos

Mariana disse...

Gostei do blogue :)

bj

Anónimo disse...

Que tristes são os portugueses!!
Como é possivel que só nós é que tenhamos inteligencia para fazer-mos esta dedução lógica e simploria!!!!!!Ridiculo, pois tudo anda adormecido com tanta bronca e o mais grave é ninguem ter a ousadia com a frontalidade que o assunto merece, para confrontar o des(GOVERNO)deste paìs!!Onde estão os grandes homens de Portugal???Parabêns por ter focado no seu blog algo tão escandaloso!Bj

ue

Anónimo disse...

Que tristes são os portugueses!!
Como é possivel que só nós é que tenhamos inteligencia para fazer-mos esta dedução lógica e simploria!!!!!!Ridiculo, pois tudo anda adormecido com tanta bronca e o mais grave é ninguem ter a ousadia com a frontalidade que o assunto merece, para confrontar o des(GOVERNO)deste paìs!!Onde estão os grandes homens de Portugal???Parabêns por ter focado no seu blog algo tão escandaloso!Bj

ue