quarta-feira, 22 de outubro de 2008

A saga continua

A auxiliar da sala do mais novo (que, no fundo, é quem passa a maior parte do tempo com os miúdos) ficou de rastos com a saída provisória dele do colégio. Porque ele adaptou-se tão bem, porque é um miúdo amoroso, porque come e dorme que é uma maravilha, porque está sempre bem disposto. Parte-me o coração cada vez que ela pergunta por ele e só passaram uns dias desde que veio para casa.

Entretanto, ontem ao fim da tarde, ele começou a fazer febre outra vez e não deixa que lhe toquem no ouvido esquerdo. Vou levá-lo ao pediatra hoje. É a quinta vez que vai à clínica no espaço de pouco mais de três semanas. E eu vou com cara de poucos amigos, que esta situação tem de ser resolvida de uma vez por todas. Vai estar outra vez a antibiótico? E por que é que não tomou já os tais comprimidos anti-inflamatórios que iria tomar se continuasse assim? Não devia ja tê-los tomados se a situação se estava a arrastar à 'n'?

O antibiótico acabou no domingo de manhã, e na segunda já o notava mais congestionado e a mexer nos ouvidos. Liguei ao pediatra e ele 'ah que estar mais congestionado pode não ter grande significado, ah porque ele não chora com dores, ah porque blá blá blá, ah continue a dar-lhe as gotas, ah espere mais uns dias e traga-o cá'. A mim só me apetece dizer '****-se tanta incompetência, que se o primeiro pediatra que o atendeu - não era o dele, era o que estava a fazer urgências - tivesse olhado bem para os ouvidos e receitado antibiótico, talvez isto não tivesse acontecido, agora nunca vamos saber não é, e eu e o miúdo é que sofremos, ah pois é não é?'. Quando o levamos ao primeiro médico, ele não conseguia dormir, acordava nitidamente com dores, e que eu saiba 'sintomas gripais' não provocam dores lancinantes, por isso, olhando para trás, quer-me parecer que já havia qualquer coisa grave nos ouvidos nessa altura. [Já disse que detesto levar os meus filhos a outro pediatra que não o deles? Por tudo e mais alguma coisa, mas principalmente porque não conhecem a criança, o seu historial, e limitam-se a (tentar) resolver um problema pontual e específico sem o conseguirem enquadrar num contexto mais amplo.]

3 comentários:

Mamã Pirata disse...

Lamento mto.Tb ando desacriditada na classe medica.O meu filho teve febre afetosa e podia ter evitado o estado lastimoso em que ficou.

...a velha máxima espere 3 dias prejudica mto as crianças...

tu n te cales,mulher.
Eu sou do Porto mas vou á Póvoa inclusiver á feira da estela algumas vxs.

Bjs p vcs.

susana disse...

É de lamentar td essa situação :(
já tentaste procurar outra opinião médica?
As melhoras!

jokitas

sorrisos da minha alma disse...

:S
As melhoras rapidinhas.
Bjs