quinta-feira, 23 de abril de 2009

De ouvidos bem fechados

E depois da pneumonia, o papá ficou com uma tosse do pior e arranjou uma virose (?) que durou uma semana. Foi a gota d'água. Consegui antecipar a consulta de pneumonologia/alergologia que tinha marcado para ele. O médico deu-lhe uma catrefada de medicamentos, mas todos eles (pelo que temos verificado) úteis. A tosse passou quase imediatamente. Fez-lhe o teste das picadas para ver se tinha alergias. Nem uma, facto que tanto nós como o médico já suspeitávamos já que a análise ao sangue tinha revelado não existir tendência para alergias. O médico também concorda que tudo tem origem no nariz: na rinite/sinusite, mas mandou fazer TAC torácico só para despiste. No dia 27, segunda-feira, há consulta com novo otorrino, já que o outro não nos tem 'enchido as medidas'.

E com o pai, à consulta de ORL vai também o mais novo. Ter uma segunda opinião (neste caso já vai em terceira, mas enfim). Nem me apetece escrever muito sobre o assunto... A verdade é que tanto em casa como no colégio se nota muita perda de audição no M. Praticamente todas as palavras (muito rudimentares) que já ia dizendo, deixou de dizer. Há alturas em que parece melhor, há alturas em que está francamente pior e nota-se pelo coçar das orelhas (geralmente coincidem com nascimento de dentes ou tempo frio e húmido).

Não tem tido febre nem estado doente, não tem tomado antibióticos, e anda sempre feliz da vida. E farta-se de palrar. Mas a linguagem é praticamente inexistente. Sabe dizer 'dá' para pedir, mas acho que até isso anda a dizer cada vez menos. Se a opção cirurgia me metia imenso medo, agora, sinceramente, se me dissessem que era necessário operá-lo para recuperar a audição, não pensava duas vezes. Ele é extremamente inteligente e vivaço, mas noto que cada vez mais lhe faz falta a linguagem. Os outros sentidos estão mais apurados, claro, o que não acho muito positivo. Está praticamente desligado do mundo em termos de audição, só ouve sons muito altos. E, claro, imita tudo o que fazemos, porque é o que o liga ao mundo. Sinto-me triste e um pouco perdida. Daí ir na segunda-feira a outro otorrino. O primeiro disse, no Outono, para só lá voltar em Março/Abril; o segundo disse, há pouco tempo, para só voltar em Setembro, que ele está melhor e tal e que há casos muito mais graves. Pois bem, eu acho que o facto do meu filho não ouvir não é grave, é gravíssimo. Ele pode não tomar antibióticos nem ter febre, mas volta e meia fica com os ouvidos muito inflamados e não ouve quase sempre.

Há tempos, achei que ele andava a mexer mais nas orelhas e resolvi ir até ao centro de saúde, que estava praticamente vazio, com ele. A médica era uma abrasileirada, muito disponível, e até chamou uma colega para ter outra opinião. Segundo elas, não tinha líquido nem cera nos ouvidos. Um dos ouvidos estava bem, mas outro tinha uma perfuração da membrana do tímpano. Diz a médica que, em geral, as perfurações saram por si só, e que o grande problema neste tipo de otites é, obviamente, a perda de audição.

Eu anseio por segunda-feira, e vou dizer ao otorrino que não estou nada tranquila, que não quero que o meu filho fique com sequelas, que não me importo que use um aparelho auditivo enquanto não se conseguir solucionar de outra forma, que se a melhor opção for operar o meu coração evapora-se mas tem de ser. É que o meu filho fica a olhar para as pessoas que falam com ele e percebe que lhe estão a dizer alguma coisa, mas não sabe o quê. Ou melhor, não ouve.

Adenda: Consultas adiadas, pelo consultório, para quinta-feira, dia 30. Mais uns dias de espera...

6 comentários:

rita disse...

Bem, eu no teu caso também estaria assim: perdida, preocupada e a querer uma solução para isto,fosse ela qual fosse. Nem q isso passasse pela operação.
E mesmo para o menino não deve ser fácil. Deve ser uma frustração não conseguir ouvir bem.
E frustrante tb deve ser ouvir opiniões de médicos todas diferentes. Que coisa, pá...deves andar mesmo desorientada.
Espero mesmo que esta questão se resolva rápido.
Bjs grandes e as melhoras.

Ana Paula disse...

Eu acho que deves ouvir outra opinião, sim.
Trata-se da audição do teu filho. Não deve ser deixado para segundo plano.

carla disse...

Eu conheço um otorrino mt bom, que operou o meu filho duas vezes ao ouvido, dá consultas e trabalha no Pulido Valente, eu vou às consultas ao particular mas é na Benedita, o meu filho foi operado em 15 dias, se quiseres saber mais envia-me mail para carlamiminhos@gmail.com

Bjs

Carla Isabel disse...

Calma!
Calma!
Calma!
Minha querida, vais ou vir outra opinião. Essa foi uma boa decisão!
Depois com calma resolvem como podem tratar o vosso filho.Vais ver que tudo vai correr bem, e ele ainda vai ser muito falador!

Bjs grandes!

Charilas disse...

Eu sei bem o que é sofrer de ouvidos. Sei na 1ª pessoa e sei porque o meu mais novo tem muitas otites especialmente no inverno...Fazes bem em consultar mais opiniões, tantas quantas necessárias para te descansar e acima de tudo para ultrapassares esta situação que compreendo que te deixe triste e muito preocupada...Vais ver que assim que o começarem a tratar convenientemente tudo se compõe e o teu menino voltará a ouvir bem e quem sabe mesmo nem necessitará de qualquer operação. Seja o que tiver que ser desde que ele recupere rápidamente.

Um grande beijinho.

Amores Perfeitos disse...

eh pá já n passava aqui há algum tempo.

Já li o blog antigo(ainda aceitou o meu convite:D) e já vi q a solução é o sabão azul e branco;)

tenho acompanhado e acho q ja te tinha dito q o meu miudo tb fez assim umas otites seguidas. fui ao otorrino, detectou otite cerosa e mandou fazer timpanograma.o timpanograma vinha alterado e mandou tomar maxilase e umas saquetas(vacina) depois daquele tratamento voltar arepetir o timpanograma. disse p n me preocupar pq aquilo era ,to comum nos miudos e q até aos 3 anos passava.

Ele fez a medicação toda e realmente deixou de meter tanto os dedos no ouvido.mas ainda não fizemos o timanograma, isto desde outubro, pq pontaria das pontarias está sempre com pinga no nariz ou qq coisa e torna-se impossivel fazer o dito exame.


Na consulta dos 3 anos com pediatra ele viu os ouvidos e acha q estão bons mas era p fazer a semana passada exame e tive mais uma vez de desmarcar pq apareceu a varicela.....


bem e além disso acho q ele tb se atrasou mto na fala por isso mesmo do ouvido, falou mto tarde e sempre por meias palavras.

Eu acho q se n estás bem e acredito que n saibas o que fazer pede a opinião de um bom especialista... a treta toda é q casa cabeça sua sentença:s


um beijo