domingo, 17 de fevereiro de 2008

Danos colaterais

Ela continua óptima.
Ele nem por isso.

No dia da operação, fomos todos (pai, mãe, mano) ao hospital. E por lá andámos umas seis horitas. Conclusão: viemos todos (excepto ela) contipados e envirosados.

Assim sendo, descobrimos hoje o (nada admirável) mundo novo das otites. Aos quase sete meses e meio, o pequenote está, pela primeira vez, doente. A constipação não seria nada de especial se não fosse a otite no ouvido esquerdo, de que suspeitámos hoje de manhã (chorava quando lhe tocava nesse ouvido) e que o pediatra confirmou da parte da tarde. Ela nunca teve uma otite! E só espero que ele não seja daquelas crianças que faz otites de repetição. :S

Estava a ser um Inverno muito atribulado em termos de doenças dos adultos cá de casa, especialmente do pai, mas muito calmo em relação às crianças, que passaram sempre ilesas, descontando uma ou outra tosse, uma ou outra constipação leve. E agora foi uma hérnia e uma otite para cada um: oxalá fiquemos por aqui!

Antibiótico de 24/24 horas, durante sete dias. Xarope para a tosse, para ver se não vomita mais por causa da expectoração.

Pensava eu que a amamentação protegia os bebés de otites, pelo menos até aos 12 meses, mas parece que afinal não é assim...

5 comentários:

rita disse...

Por isso é q até tenho medo de entrar em hospitais. Sabemos como entramos mas não sabemos como saímos. Principalmente com crianças.
As melhoras para todos.
Bjs

Claudia_peixinha disse...

Concordo com a Rita ,saimos de lá pior do que quando entramos.
Mas claro vcs tinham que estar lá com a menina.

Bjs e as melhoras para toda a familia.

Nostálgica disse...

Os hospitais são terriveis por isso... Mas as melhoras para todos.

Um beijinho.

mamã Diana disse...

Pois, os hospitais... Mas vai passar.

Beijinhos.

sorrisos da minha alma disse...

Os hospitais não são de forma alguma o melhor local para as crianças.
As melhoras rapidinhas para ele.
Beijoquinhas